Como se tornar um corretor de seguros: passo-a-passo e bônus!

Como se tornar um corretor de seguros: passo-a-passo e bônus

Seguir a carreira de corretor de seguros pode se tornar uma ótima alternativa para os indivíduos que desejam ter êxito e satisfação profissional.

Além das possibilidades de ganhos financeiros, atuar como empreendedor realizando negócios tem atraído cada vez mais pessoas para este ramo. No entanto, para ter sucesso num mercado tão dinâmico, um corretor de seguros precisa estar em constante evolução, além de cumprir com uma série de requisitos.

Vamos destacar as principais obrigações, habilidades e ferramentas que um profissional precisa obter para traçar a sua jornada de sucesso nesta área.

Os primeiros passos para se tornar um corretor de seguros

Para iniciar a carreira de corretor de seguros no Brasil é necessário primeiramente cumprir com alguns requisitos estabelecidos pela legislação que rege este mercado:

1. ter no mínimo 18 anos e já ter concluído o ensino médio;

2. obter aprovação no Exame para Habilitação de Corretores de Seguros da Escola Nacional de Seguros;

3. certificar-se junto à Superintendência de Seguros Privados (SUSEP);

O Exame da Escola Nacional de Seguros acontece duas vezes por ano, com a realização de diversas provas ao longo de quatro dias. Vale destacar que ela é a única instituição do Brasil apta para habilitar corretores de seguros. Já o certificado da SUSEP pode ser emitido através do seu site oficial.

Além das etapas burocráticas, um corretor de seguros precisa desenvolver diversas habilidades para desempenhar com sucesso as suas atividades. Vamos abordar as principais:

Ter boa comunicação 

Um corretor de seguros irá trabalhar diretamente com pessoas. Logo é preciso possuir uma boa comunicação para informar aos seus clientes sobre as diversas possibilidades de apólices disponíveis no mercado.

É importante que todas as informações e dúvidas sejam esclarecidas de forma fácil e clara, para que os clientes se sintam confiantes em decidir realizar negócios com você.

Construir uma rede de clientes sólida 

Como em qualquer empreendimento, possuir a habilidade de atrair clientes é essencial para que um corretor de seguros consiga ter sucesso. Nesse sentido, além de saber se comunicar e informar o cliente, é preciso saber vender as apólices oferecidas.

É preciso entender as necessidades e expectativas de cada cliente, sabendo identificar no mercado as melhores possibilidades para que os negócios sejam concretizados. Além disso, é importante dominar técnicas de persuasão, destacando os benefícios que o cliente terá ao adquirir um seguro com você.

No entanto, para se ter uma carteira sólida que gere lucros ao longo da sua carreira profissional, não basta apenas ser bom em realizar negócios. Você deve saber acompanhar seus clientes enquanto eles estão sendo segurados, garantindo que as suas expectativas estão sendo atendidas.

Dessa forma, cresce a possibilidade destes clientes continuarem a realizar negócios com você, além de indicarem os seus serviços para outras pessoas, aumentando assim a sua clientela. 

Ser organizado

No seu dia a dia, um corretor de seguros lida com uma grande quantidade de documentação. Além dos contratos de apólices de cada cliente, é preciso lidar com relatórios financeiros, acompanhar os contratos em vigor, certificando que cada parcela está sendo paga em dia.

Ainda é preciso fazer um acompanhamento dos produtos oferecidos por diversas seguradoras, identificando boas oportunidades de novos negócios. Tudo isso exige uma grande capacidade de organização.

Imagina o constrangimento de ter que dizer a um de seus clientes que os seus documentos foram extraviados, ou enviar para ele a documentação de outro assegurado. Para que isso não ocorra, conduzir os seus negócios com ordem é essencial.

Além dessas habilidades abordadas, podemos considerar as seguintes competências que um corretor de seguros precisa adquirir para realizar bem o seu trabalho:

  • Inteligência emocional;
  • Ser proativo;
  • Persistência;
  • Estar atento às novidades do mercado;
  • Conduzir as negociações com ética.

Ser um corretor pessoa física ou pessoa jurídica?

 No Brasil, é possível atuar como corretor de seguros como pessoa física ou jurídica.

Ao conduzir as suas operações como pessoa física, o corretor precisa emitir RPAs (Recibo de Pagamento Autônomo) para considerar todos os impostos envolvidos em seus negócios. Entretanto, as cargas tributárias para essas operações são menores.

Já os corretores que exercem a sua profissão como pessoa jurídica precisam arcar com uma carga tributária maior. No entanto, esta modalidade possui o benefício de poder desenvolver uma equipe própria de corretores que trabalhem a seu favor, alavancando ainda mais os seus negócios.

Desde 2015, a profissão de corretor de seguros é regularizada no país pelo Simples Nacional.

Como organizar sua carreira de corretor de seguros

Pensando nos desafios enfrentados pelos corretores de seguros em sua área de atuação, o SeguroLink desenvolveu um sistema de gestão direcionado a ajudar os profissionais desta área em suas operações diárias.

Através de sua plataforma, é possível armazenar de forma segura todos os dados dos seus clientes, analisar e realizar orçamentos de diversas seguradoras, verificar parcelas vencidas e comissões. O sistema também facilita o controle de efetivações e renovações de contratos, repasses a produtores e acompanhamento de sinistros.

Além disso, ele ajuda no controle de gestões financeiras do seu empreendimento, como fluxo de caixa e contas a pagar.

Tudo isso em uma única plataforma, que agiliza e automatiza diversos processos. Conheça todos os benefícios e os planos do SeguroLink e potencialize a sua atuação como corretor de seguros.

 

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Participe da nossa newsletter

Fique por dentro das nossas promoções e novidades

Sistema de Gestão de Corretora de Seguros

Preencha as informações e solicite agora mesmo o seu teste de 30 dias*